O Cobrador (Rubem Fonseca)

sábado, 20 de agosto de 2011 |


"O Cobrador" reúne dez contos de Rubem Fonseca, autor que se confirma como um dos superlativos da prosa brasileira, desde a publicação "O Caso Morel". Nessa coletânea, Rubem Fonseca mantém uma linguagem objetiva e enérgica - própria de sua escrita, além de exprimir habilidade singular com uma forma narrativa curta e ágil. Sua temática envolve violência, crueldade e, de certa forma, patologia humana. Ao leitor resta a ansiedade na resolução dos enredos e um prazer fisiológico na leitura. Esta é a segunda edição do livro publicado originalmente em 1979.

Quando satisfaço meu ódio sou possuído por uma sensação de vitória, de euforia que me dá vontade de dançar — dou pequenos uivos, grunhidos, sons inarticulados, mais próximos da música do que da poesia, e meus pés deslizam pelo chão, meu corpo se move num ritmo feito de gingas e saltos, como um selvagem, ou um macaco.
Quem quiser mandar em mim pode querer, mas vai morrer. Estou querendo muito matar um figurão desses que mostram na televisão a sua cara paternal de velhaco bem-sucedido, uma pessoa de sangue engrossado por caviares e champãs. Come caviar/ teu dia vai chegar./ Estão me devendo uma garota de vinte anos, cheia de dentes e perfume. A moça do prédio de mármore? Entro e ela está me esperando, sentada na sala, quieta, imóvel, o cabelo muito preto, o rosto branco, parece uma fotografia. ( O Cobrador, p. 174-5)
Contos:
Pierrô da Caverna
H. M. S. Cormorant em Paranaguá
O Jogo do Morto
Encontro no Amazonas
A Caminho de Assunção
Mandrake
Livro de Ocorrências
Onze de Maio
Almoço na Serra no Domingo de Carnaval
O Cobrador 

Mariana G.

0 comentários: